• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

PARTIDA ESPECIAL, assim MAURICIO ISLAS define o confronto desta noite, após 13 anos fora, disputar uma partida em seu país é motivo de muita felicidade.

Atuando pela primeira vez por um clube profissionalmente em solo chileno, o lateral Isla falou sobre voltar ao seu país e as expectativas para a partida contra o Unión La Calera.

muito contente em jogar em meu país, após 13 anos atuando na Europa, uma sensação muito boa, para mim e para o flamengo. Será muito difícil jogar em um campo sintético, é muito diferente, a bola se comporta diferente, e o La Calera tem jogadores bons como Valdivia, Rivero e o atacante muito forte Vilches, mas vamos jogar para obter os três pontos”

 

Islas destaca a dificuldade de atuar em um campo de grama sintética, a bola fica mais viva e isso pode ajudar a equipe da casa que já é acostumada com esse gramado

 

Essa dificuldade citada é o que tem motivado o Flamengo a investir na construção de um campo similar no Ninho do Urubu o que vai ajudar na preparação as vésperas de enfrentar adversários que atuem nesse tipo de gramado.

 

Como já foi citado o gramado sintético, as dimensões reduzidas e um adversário com a corda no pescoço são ingredientes para um grande jogo esta noite, todas as equipes Sul-Americanas sabem que para enfrentar o Flamengo tem que dar mais que os seus 100 %, e isso é certeza de um jogo brigado e perigoso para o Mengão, mas sabemos das qualidades do nosso elenco e contamos com mais três pontos e a vaga na bagagem de volta ao Rio de Janeiro

flamengoRJ