• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

PVC sugere anulação dos estaduais em 2020: “É o caminho sóbrio a seguir”

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deixou clara a sua vontade de retomar todos os torneios paralisados devido ao surto do novo coronavírus para, só então, começar o Brasileirão. O objetivo da entidade é ajustar o calendário do futebol brasileiro, de uma forma que não prejudique a temporada de 2021 e, ao mesmo tempo, que preserve os estaduais. No entanto, o jornalista Paulo Vinícius Coelho, o PVC, discorda dessa decisão. Para ele, a “única saída possível será declarar estaduais nulos e começar Brasileirão”.

No que depender da entidade, não haverá a menor possibilidade de definir datas que invadam a temporada de 2021. Pois o maior desejo da CBF, no momento, é preservar o próximo ano de forma integral. A confederação ainda disse que, assim que a bola voltar a rolar em 2020, os estaduais e a Copa do Brasil serão suas prioridades, pois já estavam em andamento.

PVC destacou que existem duas questões: “As datas e a política. Pelas datas, se o calendário recomeçar em maio ou em junho ou julho ou até em setembro, o único caminho sóbrio a seguir é fazer o Brasileirão e anular os estaduais deste ano”, disse antes de prosseguir:

Se começar em agosto e terminar em fevereiro, sem inversão de calendário, é possível encontrar datas para fazer o Brasileirão corretamente e ainda colocar algumas quartas-feiras de estaduais de 2021 no início do ano que vem. Mas deve haver um asterisco, como tantos nas listas de campeões do Brasil, e dizer que a temporada estadual de 2020 foi anulada devido ao coronavírus. Não houve campeão –, concluiu o jornalista, em seu blog no Globoesporte.com.

Um dos motivos da CBF descartar que a temporada deste ano invada a próxima, são os acordos fixos com os patrocinadores e as emissoras envolvidas nas realizações e transmissões dos campeonatos. Por isso, para a entidade, qualquer adaptação que se aproxime do calendário europeu, levaria prejuízos aos envolvidos. Para PVC, é só manter o mesmo dinheiro dos contratos de Brasileirão, com os mesmos elencos que terminaram antes da parada.

Entretanto, a entidade ainda estuda quais são as opções viáveis para que o Brasileirão seja realizado, porém, sem descartar a possibilidade de cancelamento. Caso seja necessário que a paralisação das atividades esportivas dure até o segundo semestre deste ano, a CBF acha inviável iniciá-lo ainda em 2020. Para PVC, o ideal seria justamente o contrário: começar o Brasileiro e cancelar os estaduais.

O momento, porém, é de cuidado. O COVID-19 está espalhado pelo Brasil – e pelo mundo. A principal recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, é que as pessoas fiquem em casa. A quarentena voluntária é a única maneira de evitar que a doença se espalhe ainda mais. A higiene das mãos também pode contribuir para frear o número de pessoas infectadas.

Publicado em colunadofla.com.