• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Que bagunça! Caso não seja campeão da Taça Rio, Flamengo poderá escolher mando de campo na final geral do Carioca

Uma polêmica foi instaurada desde que o presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou a Medida Provisória 984, que dá aos clubes brasileiros a prerrogativa de negociarem seus direitos de transmissão com mais liberdade. Após a MP ser validada, o Flamengo foi o primeiro clube a usufruir desta nova dinâmica ao transmitir sua partida contra o Boavista, na última quarta-feira (01), através da FlaTV.

Por conta disso, o Mais Querido e a Rede Globo entraram em um imbróglio, inclusive, judicial. Isso porque, o clube da Gávea foi o único dentre os participantes da Série A do Campeonato Carioca a não fechar acordo de transmissão com a emissora, que não concordou que a medida seria válida no cenário atual. O canal televisivo chegou a acionar o Rubro-Negro na justiça, entretanto a liminar foi negada e o clube exibiu seu jogo em seu canal oficial no YouTube.

Agora, a ‘novela’ continua. A final da Taça Rio será decidida entre Flamengo e Fluminense, na quarta-feira (08). Ainda não há informações sobre a exibição desta partida. Entretanto, de acordo com o regulamento da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), se o Tricolor for campeão da Taça Rio, disputará a finalíssima contra o Flamengo (campeão da Taça Guanabara e líder da classificação geral), que terá o direito a escolher o mando de campo da primeira ou da segunda partida da grande decisão.

O Fla-Flu pela final da Taça Rio acontece nesta quarta-feira (08), a partir das 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã, com mando de campo do Fluminense. Por conta disso, o Tricolor será o “responsável” pela transmissão da partida. Em meio a isto, a Rede Globo se vê obrigada, até o momento, a transmitir o duelo, devido à liminar conseguida pela Ferj. Vale lembrar que a emissora havia rompido o contrato com federação e com os clubes cariocas, por consequência da exibição de Flamengo x Boavista na FlaTV.

Publicado em colunadofla.com.