• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • OCTACAMPEÃO BRASILEIRO

Renato Gaúcho tem melhor início de trabalho entre treinadores da Série A; veja todos aproveitamentos

O início da trajetória de Renato Gaúcho no Flamengo é desconcertante até para o maior dos otimistas. Prova disso, é o comparativo entre o aproveitamento de cada treinador da Série A nos seis primeiros compromissos por seus respectivos clubes. Portaluppi é, com sobras, quem coleciona os melhores números diante de seus adversários. Além dele, apenas Vojvoda, do Fortaleza, e Umberto Louzer, do Sport, não foram derrotados no período.

Renato Gaúcho venceu todos os seis compromissos à frente do Flamengo desde sua chegada. No período, viu o ataque marcar 24 gols e a defesa ser vazada três vezes. O técnico do Fortaleza é quem mais se aproxima do aproveitamento de Portaluppi – e mesmo assim bem distante.

Juan Pablo Vojvoda comandou quatro vitórias e dois empates nos seis primeiros compromissos à frente do Fortaleza. O saldo de gols, assim como de Portaluppi, chama atenção: 20 pró e três contra. Além do argentino, o técnico do Sport, Umberto Louzer, também não foi derrotado no período: três triunfos e outras três igualdades no placar.

A vantagem de Renato Gaúcho se torna ainda maior quando comparada aos rivais diretos na briga pelo título: Palmeiras e Atlético-MG. Abel Ferreira, por exemplo, alcançou 72% de aproveitamento nos seis primeiros jogos como técnico alviverde. Foram quatro vitórias, um empate e uma derrota no período. Do outro lado, o Cuca também conquistou quatro triunfos e outros dois reveses (67%).

Diego Aguirre, técnico do Internacional, próximo adversário do Flamengo, conquistou apenas uma vitória, três empates e duas derrotas em seis jogos. Ou seja, aproveitamento 67% inferior aos resultados de Renato Gaúcho.

Um dos resultados mais expressivos nesta passagem de Renato é o triunfo sobre o São Paulo, por 5 a 1, no Maracanã. No ranking de aproveitamento, Hernán Crespo é derrotado novamente por Portaluppi. O comandante tricolor conquistou quatro vitórias, um empate e uma derrota nos seis primeiros desafios. Liderou, no entanto, um ataque com números semelhantes ao rubro-negro: 20 gols pró e quatro contra.

Publicado em colunadofla.com.