Flamengo  RJ
menu
search

Saiba quem é André Villas-Boas, treinador ‘na mira’ do Flamengo e bem visto pela torcida

29 de novembro de 2021 às 14:18h
Saiba quem é André Villas-Boas, treinador ‘na mira’ do Flamengo e bem visto pela torcida

Demissão de Renato Gaúcho é ‘questão de tempo’, e Flamengo olha o mercado para buscar um novo comandante

Por: Paula Mattos

Luís André de Pina Cabral e Villas-Boas é um técnico português, de 44 anos, que atualmente está sem clube. Por estar no ‘radar’ do Flamengo e sendo bem visto pela torcida, a reportagem do Coluna do Fla levantou algumas informações sobre a carreira do treinador.

André iniciou a trajetória como técnico em 1999, e foi auxiliar de Mourinho entre 2002 e 2009, passando pelo Chelsea, Internazionale e Porto. Em 2010, rompeu a parceria com o português e seguiu a carreira ‘solo’. Como treinador principal, ele treinou os mesmos times inglês e português, além do Zenit, da Rússia.

O último trabalho de Villas-Boas foi no Olympique de Marselha, da França. Ele foi anunciado pelo clube em maio de 2019, e deixou o cargo em fevereiro deste ano, após um ‘estresse’ com o time, que contratou um jogador que ele não havia pedido para o elenco.

O estilo de jogo preferido de André é o 4-3-3-, mas já comandou as equipes algumas vezes utilizando o 4-4-2. Os times de Villas-Boas normalmente gostam de sair jogando com a zaga, mas não abrem mão da famosa ligação direta para meias e pontas. O time francês, último trabalho do treinador, se destacava também na intensa pressão pós perda de bola, com o intuito de forçar o erro adversário.

Veja números do último trabalho de Villas-Boas no Olympique:

60 jogos
28 vitória
54.4% apv. 
79 gols pró
71 gols sofridos
103 grandes chances criadas
109 grandes chances cedidas 
6.7 chutes p/ marcar 
6.7 chutes p/ sofrer

Para aceitar o contrato com um novo clube, André exige levar toda a comissão técnica, que é composta pelos auxiliares Ricardo Carvalho e Luís Martins, os homens de confiança. Também integram o time de Villas-Boas: os preparadores José Mário Rocha e Pedro Silva, os analistas de desempenho Daniel Souza e José Fontes, e o fisioterapeuta Eduardo Santos.

Um ponto crucial e que pode ser um entrave em um possível negociação com o Flamengo é a parte salarial. No Olympique, André Villas-Boas ganhava 700 mil euros (R$ 4,4 milhões) mensais na temporada 2019/2020. Em 2021, ganhou valorização, passando a receber 780 mil euros (R$ 5 milhões).

Caso venha treinar um time brasileiro, Villas-Boas tem consciência de que não conseguiria um salário no patamar do que recebia no clube francês, então caso realmente deseje treinar um time da América, André irá aceitar uma redução, que siga a realidade financeira do continente.

*Dados retirados do SofaScore

Publicado em colunadofla.com