Torcedores de Flamengo e Fluminense brigam em praça próxima ao Maracanã

Torcedores de Flamengo e Fluminense brigam em praça próxima ao Maracanã

Torcedores de Flamengo e Fluminense brigam nos arredores do Maracanã após semifinal

O tenente-coronel Silvio Luiz, comandante do Batalhão Especializado de Policiamento em Eventos (Bepe), informou que após a semifinal da Taça Guanabara, na qual o Fluminense venceu o Flamengo, pequenos grupos de torcedores se encontraram em locais já fora do raio de ação do policiamento no entorno do estádio e entraram em confronto. Segundo o tenente-coronel, não houve confronto de organizadas, mas somente de grupos em pontos onde o policiamento era feito com menor efetivo.

O vídeo acima mostra um desses confrontos na Praça Vanhargem, na Tijuca. O comandante do Bepe explicou que nessas áreas é feito um policiamento preventivo pelo 6º BPM, mas que não é suficiente para conter esses confrontos:

- Tiveram algumas pequenas confusões de grupos de Flamengo e Fluminense que se encontram e resolvem brigar. Onde a gente tinha informação e nos locais onde costuma haver confronto de organizadas a gente reforçou o policiamento, mas nesses pontos mais afastados, Buxixo (nome de um dos bares da praça) e outros, um pouco mais afastados do estádios, não é nem o Bepe que cobre. É o 6º BPM que coloca um policiamento preventivo, mas que é uma viatura, com dois policiais, é complicado.

Ele criticou o comportamento dos torcedores:


- Esses grupinhos, simplesmente por passar um perto do outro, resolvem brigar. Não teve encontro de organizadas, porrada generalizada, mas toda hora passava uma galera do Fluminense, a do Flamengo via, e vice-versa, e começava a querer sair na porrada, e o policiamento tendo de atuar em cima disso. Um comportamento bem complicado - explicou Silvio Luiz.