• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Torcedores do Flamengo não conseguem fazer pagamento para ver jogo, e empresa se desculpa

O Flamengo mudou a estratégia, resolveu cobrar R$ 10 para quem não fosse sócio-torcedor poder assistir ao duelo contra o Volta Redonda pela semifinal da Taça Rio, neste domingo (5), soltou nota oficial para tentar justificar o preço e até seu presidente, Rodolfo Landim, deu entrevista sobre o assunto após ver a sede da Gávea ser pichada com mensagem contra ele. Mas, no fim, teve que voltar atrás e liberar a transmissão de graça em seu canal no YouTube, a Fla TV.

E a razão? Milhares de torcedores não conseguiram fazer o pagamento no sistema da plataforma escolhida pelo clube para a ação, a MyCujoo, que não só admitiu o problema como se manifestou por meio de seu perfil no Twitter e pediu desculpas.

Segundo apurou a ESPN, a plataforma não aguentou o número alto de tentativas de compras da transmissão perto do horário do jogo.

"Nós realmente agradecemos pela sua paciência, e pedimos nossas desculpas sinceras pela inconveniência causada hoje. Sabemos que os fãs passaram por problemas no acesso e no pagamento.", postou a empresa.

"Graças ao extraordinário interesse neste jogo, nosso processador de pagamentos no Brasil, EBANX, constatou que o volume de transações fez com que o serviço sofresse interrupções.

Eles conseguiram ampliar ainda mais para garantir que um número maior de pagamentos possa ser processado simultaneamente, entretanto, vocês ainda podem passar por atrasos ao acessar o portal de pagamentos e completar seu pedido. Nós continuaremos atualizando vocês durante a tarde.", seguiu a companhia.

Não restou outra alternativa ao clube senão voltar atrás e já em cima do início da partida liberar sua transmissão. De graça.

Era a primeira experiência do tipo emcampada pela agremiação, já sob a luz da MP 984, que centraliza no mandante das partidas a prerrogativa de negociar seus direitos de transmissão.

Publicado em www.espn.com.br.