Treinador do Athletico se revolta com arbitragem e dispara: “O Flamengo é politicamente muito forte”

Treinador do Athletico se revolta com arbitragem e dispara: “O Flamengo é politicamente muito forte”

O Flamengo voltou a campo na última quarta-feira (10) após ficar um mês sem disputar partidas oficiais. Tendo como adversário o Athletico-PR, a equipe comandada por Jorge Jesus ficou apenas no empate na Arena da Baixada, no duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O embate ainda contou com três gols bem anulados pela arbitragem e revisão demorada na queda de Marcelo Cirino na área, fato este que acabou irritando o técnico athleticano, Tiago Nunes.

Quando tem VAR, a arbitragem toma o protagonismo, mas a arbitragem eu deixo para vocês. Não vou comentar. Agora a revisão do lance do pênalti demorou sete minutos e o nível de concentração baixa. Aí a gente tomou gol de cobrança de lateral -, disse o treinador, que prosseguiu logo em seguida após novamente ser questionado sobre o VAR:

O que fica em dúvida é o lance do pênalti no Marcelo (Cirino). O Daronco está acostumado a apitar Libertadores e jamais daria essa falta que ele marcou no Rodrigo Caio em um jogo Libertadores. O Flamengo é um time politicamente muito forte e é muito fácil dar essa falta contra o Athletico nesses moldes -, disparou.

Os últimos 90 minutos das quartas de final do competição acontece no dia 17 (quarta-feira), no Maracanã. Antes disso, o clube da Gávea encara o Goiás, no próximo domingo (14), pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. A partida terá início às 11h (horário de Brasília).

Clique aqui e faça parte do nosso canal do Telegram e receba todas as notícias em tempo real.