• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Tudo normal! Flamengo supera o Fluminense na decisão do Carioca e chega ao quarto título em 2020

Por: João Pedro Granette

Tudo normal no Rio de Janeiro! Depois de lutar pelo retorno do futebol, o Flamengo fechou a sua participação no Campeonato Carioca com o 36º título de sua história da competição. Após vencer a partida de ida por 2 a 1, o Rubro-Negro voltou a vencer o Fluminense, nesta quarta-feira (15), por 1 a 0, no Maracanã. O gol do título do Rubro-Negro saiu dos pés de Vitinho.

Com pouco mais de um ano de Flamengo, Jorge Jesus já está marcado na história e o título do Campeonato Carioca chega para fazer companhia ao Brasileirão, Libertadores, Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e a Taça Guanabara. O técnico português ainda não perdeu nenhum jogo em 2020.

O JOGO

Primeiro tempo

Assim como nos confrontos anteriores, o Fluminense começou respeitando o Flamengo e Odair Hellmann montou uma retranca para tentar segurar o ataque rubro-negro. A primeira boa chance da partIda foi do Mais Querido com Pedro, após passe de Bruno Henrique. O adversário tentou responder com Evanilson, mas a bola foi na rede pelo lado de fora.

A primeira etapa foi de domínio do Flamengo, que assustou Muriel com uma bomba de Arão e uma batida rasteira de Léo Pereira. A única defesa de Diego Alves foi em uma finalização de Marcos Paulo, onde o camisa 1 mostrou tranquilidade e frieza. Antes do apita final, o Rubro-Negro ainda chegou perto de abrir o placar com Pedro, mas a bola resvalou na trave do gol adversário e foi pela linha de fundo.

Segundo tempo

A segunda etapa começou com o Flamengo assustando Muriel mais uma vez. Em cobrança de falta pela direita do ataque rubro-negro, Gerson bateu de esquerda e assustou o Fluminense logo com dois minutos de bola rolando.

Mesmo precisando de gols, o Fluminense não encontrava espaços para tentar finalizar. Com o Flamengo controlando a partida, o rival seguia apelando para as faltas. Jorge Jesus apostou na velocidade de Michael para as jogadas individuais contra Hudson, improvisado na lateral direita.

Com a vantagem de poder ser campeão com o empate, o Flamengo soube manter a posse de bola no campo de ataque e não sofreu sustos. No apagar das luzes, Vitinho bateu de fora da área, a bola desviou na defesa e o coube ao camisa 11 marcar o gol do 36º título estadual do Mais Querido.

Publicado em colunadofla.com.