Vale quanto pesa

Vale quanto pesa

A concepção de que algo valha o quanto pesa está presente há bom tempo na história da humanidade, com as mais abrangentes e variadas aplicações. Desde precificação de mercadorias,  dosagem de penas a serem aplicadas a infratores ou mesmo – em sentido figurado – para enaltecer a grandeza de algo ou de alguém.

O peso das escolhas de Abel no decorrer deste Carioca (táticas ou de formação) difere muito na compreensão dos torcedores, jogadores ou jornalistas.

O valor que cada um desses personagens atribui depende de como suas expectativas são atingidas ou frustradas.

A sensação de que Abel extrai menos do que o elenco pode oferecer é algo que pesa contra si e o deixa em desconfortável posição de ser constantemente cobrado;  mesmo que os resultados sejam bons.

A conquista ou não do Campeonato Carioca terá seu valor determinado de acordo com a percepção e sentimento do torcedor,  pela satisfação do triunfo ou fracasso dos atletas e na fria ou acalorada avaliação dos jornalistas.

De qualquer maneira, fica aqui a reflexão proposta pelo genial – e já saudoso –  Luiz Melodia, na belíssima canção Vale quanto pesa:

“Quanto você ganha pra me enganar?”

“Quanto você paga pra me ver sofrer?”

Sempre Flamengo!

#lutoeterno10

Yuri Fialho

@yurifialho